Últimos Artigos

HPV

HPV

O que é HPV? O que significa a sigla HPV?

Os papiloma vírus humanos são os causadores das verrugas comuns, mas também de certos tumores malignos da pele e das mucosas, principalmente, o câncer do colo do útero.

Quantos tipos existem?

Atualmente são conhecidos quase 100 tipos de HPVs, dos quais 33 infectam a região genital.

Como é transmitida a doença?

A transmissão se dá principalmente pelo contato. No caso das doenças genitais, a transmissão sexual é a forma mais importante. 

Quais são os sintomas da doença?

O HPV causa as verrugas genitais (“crista de galo”) que podem ser vistas a olho nu. Prurido intenso e ardor na região genital podem estar relacionados à infecção por estes vírus. No caso da doença mais grave, o câncer, pode-se observar sangramentos e dor.

Pode levar ao câncer? Por quê?

Há 2 grupos de HPVs: os de baixo risco, que são encontrados principalmente nas lesões benignas, como as verrugas genitais e os de alto risco, presentes na maioria dos tumores malignos. Portanto, os tipos de alto risco podem levar ao câncer, porque são capazes de provocar mudanças nas células que resultam em crescimento ilimitado e transformação maligna. Entretanto, apenas uma minoria das pessoas infectadas desenvolverá um tumor maligno.

Em que tipo de pessoa é mais incidente? Por quê?

Os HPVs são mais frequentemente encontrados em populações promíscuas; mas também estão presentes em aproximadamente 30% da população normal, com destaque para os jovens.

Como é diagnosticado?

O diagnóstico baseia-se na coleta do preventivo do colo do útero (citologia oncótica cervico vaginal ou Papanicolaou), colposcopia, vulvoscopia, biópsias de colo uterino, vagina e vulva e exames de biologia molecular tais como captura híbirda para HPV, hibridização in situ e PCR.

Como é feito o tratamento?

Em geral pela remoção da lesão que pode ser feito por eletrocauterização com bisturi elétrico, laser de CO2, cremes  ou com o emprego de compostos químicos: Ácido tricloroacético, podofilina ou podofilotoxina.

Como evitar o HPV?

O controle do número de parceiros  e uso de camisinha pode evitar novas infecções.

Há estatísticas sobre a incidência da doença no Brasil e no mundo? Quais as fontes?

Estudos realizados no Instituto Ludwig de Pesquisas sobre o Câncer apontam que mais de 90% dos cânceres de colo de útero tem DNA de HPV e em torno de 25% da população feminina normal no Brasil tem HPV. As frequências observadas são semelhantes as mundiais.

Quanto ao câncer do colo do útero, sua incidência é em torno 1 casos a cada 100.000 mulheres (fontes: INCA e Ministério da Saúde)

Fonte: Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia (ABPTGIC)